28.4.10

Falhar melhor

O miúdo tinha o sol de frente, fazia sombra nos olhos com uma mão e com a outra tentava defender. Muitas bolas entravam, claro; e ele tentando, e eu olhando-o da bancada e lembrando-me da expressão de Beckett, tentar outra vez, falhar outra vez, falhar melhor, e sentindo esse amor inegociável pelo miúdo que falhava uma e outra e ainda outra vez, cada vez melhor.